Andragogia: O que é e porque este conceito é muito importante na capacitação dos seus colaboradores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Um dos aspectos mais relevantes no processo de capacitação dos colaboradores diz respeito a como as pessoas aprendem. É disto que trata o assunto Andragogia. Neste artigo iremos discutir este conceito e como ele se aplica a capacitação operacional dos colaboradores da indústria.

O que é Andragogia?

O conceito de Andragogia diz respeito ao aprendizado de adultos. A necessidade do desenvolvimento dessa técnica surgiu a partir da percepção de que adultos e crianças aprendem de formas diferentes. 

O termo andragogia foi utilizado por Malcolm Knowles, na década de 1970, para se referir à ciência ou ao método empregado para orientar este aprendizado. Essa vertente de ciência da educação pode ser aplicada tanto no meio acadêmico, na educação formal, quanto no contexto social e político (palestras, discursos, debates) ou empresarial (treinamentos, palestras, reuniões).

A Andragogia defende um ensino baseado na motivação e no autoconhecimento. Por se tratar de uma abordagem realizada na fase adulta considera que a experiência do aluno é fundamental no seu desenvolvimento. Por esta razão seus pilares e princípios, quando aplicados adequadamente na formação dos colaboradores geram resultados surpreendentes.

Os pilares da Andragogia

O educador Malcom Knowles, considerado o pai da Andragogia, estabeleceu inicialmente  6 importantes premissas para desenvolver a aprendizagem de adultos. Conheça quais são elas:

1. Por que conhecer, por que aprender

Para que o adulto aprenda de verdade, é preciso que ele entenda e saiba qual a real necessidade deste processo. Os benefícios e as vantagens do processo de aprendizagem precisam estar claros para o aluno.

2. Autonomia do aluno

Um aluno adulto tem total consciência da autonomia que tem sobre a sua própria vida. Portanto, é importante respeitar a autonomia do aluno, bem como a sua capacidade de tomar decisões e autogestão.

3. A experiência é importante

As técnicas de educação que somente transmitem conhecimento não são aplicáveis para indivíduos autônomos e com experiência de vida. Por isso, é preciso aliar o conhecimento aos desafios do dia a dia. Lembrando que os estudos de casos e exercícios de simulação são bem vindos também.

4. Engajamento na aprendizagem

A partir do instante em que o aluno tem consciência da contribuição do aprendizado no seu cotidiano, ele se engaja com maior afinco nos estudos.

5. Foco na vida real

Por serem alunos com experiência de vida, os adultos têm o seu olhar voltado para aquilo que remete à sua rotina e que possa contribuir para a deixar mais eficiente e agradável.

6. Motivação para aprender

Por ter esse olhar voltado para a sua realidade, o adulto busca motivações que vão além da aprendizagem em si. As promoções de trabalho, os reajustes salariais, o aumento da autoestima são alguns dos fatores que motivam adultos a buscar novos conhecimentos.

A Andragogia e a capacitação operacional

Com base nestes pilares, é possível perceber que a andragogia tem muito a contribuir para a capacitação e o treinamento dos colaboradores nas empresas. Em uma empresa, a forma eficaz de ensinar deve ser direcionada, assertiva e objetiva. Portanto, quando for desenvolver uma capacitação para os times operacionais crie conteúdos de capacitação atraentes com base nos conceitos da Andragogia:

1. Conheça a realidade do trabalho dos colaboradores:

Conforme os princípios da Andragogia os conteúdos dos treinamentos, para chamarem a atenção dos colaboradores têm de serem aplicáveis e refletirem as suas experiências diárias. Uma capacitação bem feita precisa responder “por que estou estudando isto?”. “como aplicar este conhecimento na prática” e, finalmente, “o que acontece no processo se eu não fizer as atividades corretamente?”.

2. Envolva os colaboradores na elaboração dos conteúdos e crie um efeito espelho

Em uma unidade produtiva nada cria mais motivação que os colaboradores se enxergarem naquilo que está sendo apresentado. Portanto, nos materiais audiovisuais criados tragam imagens do dia a dia, que criem um efeito espelho: Se ele está executando corretamente eu também posso!

3. Crie estímulos para o aprendizado e o autodesenvolvimento

Como apregoa a Andragogia, as pessoas adultas precisam de motivação para aprender. Neste sentido, nada mais estimulante que a criação de jogos internos que estimulem a competição e o autodesenvolvimento.

4. Reconheça e valorize as conquistas obtidas pelos colaboradores

Quem terminou a jornada precisa receber um troféu mesmo que este troféu seja simplesmente um aperto de mão e um muito obrigado! Reconheça e valorize os resultados obtidos!

A andragogia aplicada ao processo de aprendizagem é uma ferramenta para potencializar a capacitação dos colaboradores e por consequência, melhorar os processos de produção e trabalho nas empresas. 

Veja como a Andragogia é utilizada no Desenvolve

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com a sua rede e acompanhe nosso blog!